Arquivo da categoria: Aplicativo

WhatsApp e o mercado imobiliário – Parte 3

Nesta terceira e última parte da série de artigos sobre o WhatsApp e o mercado imobiliário abordaremos questões sobre a etiqueta no uso do aplicativo e como isso pode influenciar a reação dos seus clientes. Se você perdeu os outros artigos pode ler a parte 1 e a parte 2.

Regras básicas de etiqueta não existem à toa. A diferença entre sem simpático e inconveniente vai muito além de um negócio concretizado. Significa também ser bloqueado e ganhar o rótulo nada desejado de chato.

1. Tanto no pessoal quanto no profissional

Se possível, tenha dois números de telefone e saiba dividir o que é pessoal e o que é profissional. Saiba separar os dois mundos.

2. Respeito a horário

Evite enviar mensagens depois do horário comercial, a menos que trate-se de um assunto de urgência. Mensagens à noite ou de madrugada perturbam o descanso e o sono das pessoas.

Mensagens aos finais de semana apenas se o cliente estiver esperando uma resposta sua ou se já há algum assunto em andamento.

3. Telefonema pelo WhatsApp

Desde 2015 o WhatsApp permite chamadas de voz (e mais recentemente chamadas de vídeo também). Embora prático e barato dependendo da situação é pouco funcional, especialmente se um dos dois estiver em uma rede móvel (3G ou 4G).

Prefira sempre fazer telefonemas convencionais. O custo não é alto (várias operadoras nacionais tem planos de voz com ligações ilimitadas) e há garantia de uma boa comunicação.

Chamada de vídeo deve ser algo totalmente evitado. Além de muito mais pesado do que uma ligação por áudio (voltando a possibilidade de um dos dois estarem em uma rede móvel), nem sempre o cliente deseja ser visto. Se estiver na intimidade de sua casa, pode estar mais à vontade e se sentir constrangido em ser visto de pijamas, por exemplo.

4. Tenha paciência

Você enviou uma mensagem. O cliente recebeu e leu, mas não respondeu. Tenha paciência e não seja inconveniente.

Se ele estiver interessado no assunto irá responder quando puder (já imaginou que ele estava em reunião quando leu e não pode responder naquela mesma hora?). Se não estiver interessado não adianta insistir no assunto.

5. Grupos e correntes

Não inclua seus clientes em grupos a menos que tenha a permissão deles para isso.

Da mesma forma, nunca, NUNCA, NUNCA, envie correntes a seus clientes.

Quando falamos de correntes nos referimos a “notícias” (as aspas estão aqui pois a maioria é notícia falsa), petições de todas as formas e convocações. O mesmo se aplica a memes e mensagens carinhosas de bom dia. Nem todo mundo gosta de receber isso.

6. Primeiro contato

Se você for enviar uma mensagem a um cliente pela primeira vez lembre-se de que é provável de que ele não possua seu contato e, portanto, não saiba quem você é. Não se esqueça nunca de se apresentar em primeiro lugar.

7. Escolha do avatar

A escolha do avatar deve ser cuidadosa também. Não use fotos comprometedoras, poupe sua família e também não use nenhuma foto “engraçadinha”. Use uma foto sua mesmo ou, se preferir, o logo de sua imobiliária.

WhatsApp e o mercado imobiliário – Parte 2

Continuamos essa semana a sequência de artigos sobre o WhatsApp e o mercado imobiliário. Nesta segunda parte abordaremos as diferentes formas de comunicação que o aplicativo permite e como usá-las em cada circunstância.

Embora o aplicativo tenha nascido como uma ferramenta de troca de mensagens hoje é possível compartilhar áudios, vídeos, fotos e outros tipos de documentos. A questão está em saber como utilizar cada um deles e em qual momento mais apropriado.

Mensagem de texto

Esse é o meio mais simples e direto de se enviar conteúdo a alguém: a mensagem de texto, digitada a partir do teclado do celular ou do computador. É simples o suficiente para chegar ao destinatário e a pessoa tem acesso rápido.

Está com sinal fraco ou internet com velocidade reduzida? A mensagem de texto é leve o suficiente para chegar ao destinatário. Procure sempre dar preferência a esse meio de comunicação.

Mensagem de áudio

Deve ser usado com mais cautela. Será que é realmente necessário enviar uma mensagem de áudio inteira só para perguntar se o cliente gostou da visita? Não é mais prático enviar uma mensagem de texto?

Além disso, não é em todo o momento que o seu cliente poderá ouvir o áudio. Se estiver em uma reunião, a mensagem de texto é muito mais prática (e discreta) para ser lida e respondida.

No entanto, a mensagem de áudio é mais prática em outros casos. Se o destinatário estiver dirigindo, por exemplo, ouvir a mensagem (especialmente se o celular estiver sincronizado com o sistema de áudio do automóvel) é muito mais simples e evita acidentes.

Vídeo

É um vídeo de um imóvel que deseja apresentar ao seu cliente? É muito provável que esse vídeo esteja publicado no YouTube e você deve dar preferência do envio do seu link. Enviar um vídeo por WhatsApp é algo bastante custoso em termos de pacote de dados e o resultado pode ser frustrante.

Além disso, é possível configurar o aplicativo para receber esse tipo de mídia apenas conectado em WiFi. Essa é, a propósito, a recomendação que se faz quando se configura o aplicativo pela primeira vez e é bastante provável que o seu cliente tenha feito isso.

Fotos

O WhatsApp permite o envio de fotos e muitos corretores utilizam esse recurso para enviar fotos de imóveis. Faça isso apenas com autorização do cliente (pergunte sempre se o cliente prefere receber as fotos por WhatsApp ou por e-mail). Do contrário, você poderá inundar o celular de fotos sem autorização e acabar mais cedo com o seu pacote de dados.

Lembre-se sempre de enviar as fotos originais, a partir do arquivo. Nunca, em hipótese alguma, fotografe a tela do computador!

Documentos

Mais recentemente o WhatsApp passou a permitir o envio de outros documentos, como PDFs, por exemplo.

A recomendação das fotos é a mesma neste caso. Pergunte antes ao cliente se ele deseja receber a cópia da minuta de contrato, por exemplo, por e-mail ou WhatsApp. Como trata-se de um recurso relativamente novo nem todas as pessoas tem familiaridade com esse tipo de recebimento ainda, sem falar da questão do pacote de dados.

Perdeu a primeira parte da série de artigos? Fique ligado em nosso blog. Em breve traremos a terceira parte do artigo especial sobre o WhatsApp com dicas de divulgação e regras de etiqueta.

A importância do smartphone no mercado de imóveis

Que os smartphones se tornaram praticamente extensões de nossas vidas ninguém duvida. Mas você sabia que o aparelho pode ser de extrema importância para quem trabalha no mercado de imóveis? Existem diversos usos que o corretor pode fazer do celular para otimizar seu trabalho e conseguir melhores resultados.

Com o desenvolvimento tecnológico, a internet e diversos aplicativos chegaram aos dispositivos mobile e tornaram o smartphone um companheiro inseparável do corretor de imóveis. Um celular não é mais apenas um “telefone móvel”, que recebe e faz ligações. Com ele é possível atender melhor os clientes e organizar o dia a dia.

Benefícios dos smartphones para corretores

A mudança no comportamento dos consumidores fez com que os profissionais de diversos setores se adaptassem para oferecer a melhor experiência possível aos clientes e assim conseguissem resultados melhores. No mercado de imóveis isso não é diferente e o corretor precisa saber utilizar a tecnologia a seu favor.

A comunicação é um ponto chave na negociação e é mais simples e rápida quando o corretor sincroniza sua base de dados, afazeres e demandas com o celular. Dessa forma, quando um cliente pergunta algo, é possível responder mesmo fora do escritório, pois o acesso aos dados pode ser realizado com alguns toques na tela do aparelho.

Diversos aplicativos também auxiliam o profissional, tanto para assuntos financeiros quanto para lembrá-lo de compromissos e armazenar informações. Confira algumas ferramentas que podem auxiliar quem trabalha no ramo imobiliário.

Organização e produtividade

Diversos apps ajudam a evitar o uso de blocos de anotação e papéis espalhados em todos os cantos. Com o Evernote, por exemplo, é possível criar notas, rascunhos, gravações de voz e armazenar imagens. Listas e lembretes também podem ser gerados e acessados de diversos dispositivos como smartphones, tablets e computadores.

Já ferramentas como o Trello possibilitam a distribuição e organização de tarefas a serem cumpridas por equipes. É possível designar os trabalhos a serem feitos e visualizar o que está sendo feito, o que aguarda agenda e o que foi concluído.

Agenda

Um corretor possui diversas reuniões, encontros e visitas a imóveis. Para não correr o risco de marcar mais de um compromisso no mesmo horário ou precisar atravessar a cidade em poucos minutos para chegar em outro local, utilize agendas virtuais.

Quem utiliza o Gmail como servidor de e-mails, por exemplo, possui a própria agenda do mecanismo. Além disso, existem ferramentas como You Can Book Me que possibilitam que você ou seus colegas de trabalho visualizem os compromissos agendados e marquem novos apontamentos nos horários em que estiver livre.

Scanners de documentos

A negociação de imóveis envolve diversos documentos, certidões e contratos que devem ser analisados e assinados pelas pessoas envolvidas no processo. Para facilitar, o CamScanner transforma a câmera do smartphone em um scanner, digitaliza e transforma os documentos em arquivos no formato PDF, que podem ser enviados de forma simples e rápida aos interessados pelo próprio celular.

Cartões de visita também merecem um lugar em seu telefone. Eles são muito utilizados no ambiente corporativo, mas, por outro lado, são fáceis de perder ou difíceis de encontrar no momento em que são necessários. Com o CamCard, por exemplo, você pode digitalizar e automaticamente salvar os dados do cartão diretamente na agenda de contatos do seu smartphone.

Comunicação

Diversos clientes e consumidores preferem ser contatados de formas alternativas ao e-mail ou telefone. Para isso, vale a pena possuir aplicativos de mensagens instantâneas como WhatsApp ou Viber. Assim a comunicação é rápida e pode ser feita de qualquer lugar.

Antes vistos como vilões da distração em ambientes corporativos, os smartphones podem e devem ser utilizados como ferramentas de trabalho, especialmente no mercado de imóveis. Com atenção e responsabilidade, é possível otimizar diversas tarefas do dia a dia do corretor com o aparelho. E você? Utiliza outros aplicativos em sua vida profissional?

Este é um artigo em parceria com o portal Vivareal.

Dica de app: Google Camera

Enquanto você fazia fotos do imóvel já deve ter tido inúmeras dificuldades para enquadramento de grandes áreas. Áreas externas, como páteos ou áreas de lazer de condomínios, podem trazer dificuldades adicionais pela grande dimensão, tanto vertical quanto horizontal.

Se você tem um celular Android e uma boa câmera você pode instalar o aplicativo Google Câmera, disponível na loja de aplicativos Google Play.

O aplicativo é bastante simples, capaz de tirar fotografias convencionais e filmar com a câmera de seu celular, da mesma forma que outros aplicativos convencionais.

O destaque é a sua capacidade de fotografar em 360°, fotos em parnorama e grande angular com uma tecnologia própria decorrente do desenvolvimento do Google Maps.

Ao selecionar uma dessas formar, um sistema de círculos aparecerá na tela do seu aparelho. Você deverá escolher um lugar a partir do qual iniciará a sequência de fotografias. A partir da primeira, tudo o que tem a fazer é alinhar o posicionamento do celular com o centro do círculo mais próximo e seguir até completar toda a imagem.

Ao concluir a captura das fotos, o aplicativo irá fazer a união de todas as fotos em uma única imagem, eliminando sobreposições e fazendo os ajustes necessários para ajustes de tonalidade.

A imagem acima é um exemplo de resultado de uma captura panorâmica usando o aplicativo.